Nilton Santos

Write on Sexta, 24 Maio 2019
O vereador Nasser José Delgado Abdallah (Rede), o Engenheiro Nasser, cobrou respeito do prefeito Fernando Galvão Moura aos bebedourenses ao afirmar que problemas trazidos a eles pela população não têm tido a mínima atenção por parte da Prefeitura.
 
“Somos muito cobrados pela população e como porta-vozes temos o dever de falar aquilo que colhemos, então estas cobranças nada mais são do que a expressão popular”, afirmou o vereador, na tribuna da Câmara, durante a 15ª sessão ordinária, nesta segunda-feira (20).
 
De acordo com o Nasser, o trabalho dos vereadores muitas vezes é interpretado de forma equivocada como se o Poder Legislativo tivesse a intenção de denegrir a imagem da cidade, quando na verdade, a intenção é chamar a atenção para aquilo que está ocorrendo de errado e corrigi-lo.
 
O alto número de casos de dengue, a falta de médicos nas unidades de saúde, reajustes na conta de água, quebras de ordem cronológicas, falta de manutenção nas vias públicas, etc, e até o descaso de diretores de departamentos em relação aos requerimentos dos vereadores, se tornaram corriqueiros nas reclamações.
 
Para Nasser, o papel do vereador é questionar. “A Câmara não pode servir de fantoche do prefeito”, disse Nasser, e completou: “Quem comunga com a coisa errada, errado está.”
 
O vereador também destacou que se o prefeito ouvisse mais os vereadores, a cidade “não estaria nesta lástima que está”, com protestos de todos os lados. Faltando ainda 18 meses para o fim do atual governo municipal, o vereador pede aos colegas que continuem alertas.
 
“Se o prefeito não respeitar a população, não respeitar os servidores e, principalmente, não respeitar esta Casa, que tem os representantes legítimos do povo, os vereadores trancarão sim a pauta para ele (prefeito) saber que aqui se exige respeito.”
Write on Sexta, 24 Maio 2019
Ao enumerar uma série de recursos que o município perdeu nos últimos anos, o vereador Fernando José Piffer (PSDB) atribuiu à falta de planejamento, à falta de gestão e a erros em projetos os prejuízos que Bebedouro têm tido no tocante a investimentos públicos.
 
Como exemplo, Piffer mencionou uma verba de R$ 400 mil conquistada pelo vereador Chanel (SD) em 2009, e que hoje estaria em cerca de R$ 1,5 milhão, para a construção de um canil e gatil, entretanto, a verba foi perdida por falta de ação do atual Governo Municipal.
 
Outra verba perdida foi obtida pelo vereador Silvinho do Pão de Queijo (PSDB) para a compra de um caminhão coletor de lixo, mas erros no projeto executivo fizeram com que a verba fosse devolvida e hoje o prefeito Fernando Galvão tem apelado a empréstimos para a mesma finalidade.
 
O  descaso com relação à Praça Tiradentes, situada no Jardim Marajá, foi outro caso citado por Piffer, na tribuna. Há vários anos, os recursos conquistados pelo presidente Tota (SD) aguardam para ser aplicados na revitalização daquele espaço público.
 
Piffer elencou ainda recursos obtidos pelos vereadores Paulo Bola e Mariangela Mussolini, que integram a bancada do MDB na Câmara, para a aquisição de veículos que seriam destinados a entidades assistenciais de Bebedouro, mas novamente erros no projeto por parte da Prefeitura fizeram com que o recurso fosse anulado.
 
Ao finalizar, Fernando Piffer ainda destacou recursos obtidos por ele junto ao deputado Samuel Moreira, que seriam aplicados na recuperação asfáltica, contudo nada dele ainda se concretizou.
 
Outra crítica feita diz respeito aos objetivos da Contribuição sobre Iluminação Pública (CIP), criada para melhorar a iluminação, mas que tem sido usada apenas para custeio e não investimento.
 
“É triste ser enganado por pessoas que só pensam em eleição e não no bem-estar e econômico da cidade”, finalizou Piffer, destacando que muito dos investimentos ocorridos na cidade são graças ao trabalho dos vereadores em São Paulo e em Brasília junto aos deputados.
Write on Quinta, 23 Maio 2019
O vereador Rogério Mazzonetto (PDT) revelou – nesta semana – na Câmara, o seu desejo de ver cumprido o prazo estabelecido pela Prefeitura para recuperação da estrada municipal Bebedouro-Terra Roxa.
 
Atingida por fortes chuvas no início do ano, a estrada está intransitável. Moradores e produtores rurais cobram providências.
 
De acordo Rogério Mazzonetto, a dúvida reside no rompimento de dutos para o escoamento de água por caminhões transportando cana de açúcar pela estrada, o que acabou prejudicado o planejamento da obra.
 
Máquinas da Prefeitura estiveram na semana passada, no local, resolvendo o problema para estancar o vazamento de água e canalizá-la de forma adequada. A expectativa é de que em junho sejam iniciados os trabalhos de recuperação da estrada.

 

Write on Quinta, 23 Maio 2019
O vereador Paulo Henrique Ignácio Pereira (MDB), o Paulo Bola, em seu pronunciamento na tribuna da Câmara, nesta semana, cobrou a realização de um serviço de dedetização dos bairros contra pernilongos e contra o mosquito transmissor da dengue, que tem deixado abarrotados os hospitais da cidade.
 
Paulo Bola disse não confiar nos números que estão sendo divulgados pela Prefeitura quanto à real quantidade de pessoas com dengue na cidade. Para ele, os dados estão sendo maquiados para passar uma imagem de que a dengue está sob controle e que os pernilongos não estão incomodando.
 
O vereador tem recebido reclamações de várias regiões da cidade, mas as maiores queixas têm vindo de bairros como Jd. Primavera, Hércules Hortal, Eldorado, Talarico, São Carlos, Alvorada, Califórnia e Candinho, onde há muitos terrenos baldios.
 
Paulo Bola sugeriu uma fiscalização mais intensa por parte da Prefeitura objetivando notificar os proprietários dos terrenos que estão tomados pelo mato. “A Prefeitura tem que agilizar isto logo porque os nossos hospitais estão lotados de gente com dengue”, reclamou o vereador.

 

Write on Quarta, 22 Maio 2019
Em pronunciamento na tribuna da Câmara, o vereador Artur Ernesto Henrique (DEM) agradeceu à direção da empresa Cargill por ter optado por Bebedouro no seu projeto de expansão.
 
O vereador classificou a novidade como a maior conquista dos últimos tempos para Bebedouro e agradeceu: “Graças a Deus Bebedouro está sendo contemplada com uma unidade da Cargill”, comemorou o vereador, na tribuna.
 
A expectativa é de que cerca de 800 empregos diretos e indiretos sejam gerados com a chegada da empresa, a qual pretende investir R$ 550 milhões em sua planta, na cidade, totalizando 16 alqueires.
 
A notícia repercutiu em todo o mundo e foi destaque nos principais veículos de comunicação do Brasil e de vários países, com o jornal inglês Financial Times e nas revistas Época, IstoÉ e inúmeros jornais brasileiros.
 
Artur Henrique também cumprimentou o prefeito Fernando Galvão Moura e o diretor do Departamento Municipal de Desenvolvimento Econômico de Bebedouro, Lucas Seren, pelo empenho. “Isto com certeza dará um novo alento à nossa cidade e a toda a região no tocante à geração de empregos.”
Write on Quarta, 22 Maio 2019
A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) será debatida na Câmara Municipal de Bebedouro entre vereadores, secretários e diretores municipais e a população numa audiência pública marcada para o dia 11 de junho, às 20 horas.
 
A realização da audiência, solicitada pela Mesa Diretora da Câmara, foi aprovada nesta semana, e obedece à Lei de Responsabilidade Fiscal e à Constituição Federal. A LDO, na prática, é um dos primeiros passos para a elaboração do Orçamento Público Municipal para o exercício seguinte.
Write on Quarta, 22 Maio 2019
Preocupado com o endividamento do município, com a falta de planejamento e com a celebração de compromissos financeiros que atingirão até o próximo Governo Municipal, o Plenário da Câmara não votou, nesta segunda-feira (20), durante sessão ordinária, o projeto de lei nº 30/2019, de autoria do prefeito Fernando Galvão Moura, que prevê um empréstimo da ordem de R$ 492 mil junto à Agência de Desenvolvimento do Estado de São Paulo Desenvolve-SP.
 
Os recursos, segundo a Prefeitura, serão destinados à aquisição de dois caminhões para os serviços de coleta e compactação do lixo domiciliar, além de uma ambulância básica.
 
O pedido de vistas ao projeto foi apresentado pelo vereador Chanel (SD) e recebeu o apoio de Fernando Piffer (PSDB), Paulo Bola (MDB), Engenheiro Nasser (Rede), Silvinho do Pão de Queijo (PSDB), e do próprio presidente Tota (SD), que desempatou a votação.
Write on Segunda, 20 Maio 2019
Em atendimento a requerimento de autoria do vereador Nasser José Delgado Abdallah (Rede), o diretor do Departamento Municipal de Recursos Humanos, Valdecir Valêncio, estará na Câmara respondendo a perguntas dos vereadores sobre a jornada dos funcionários da saúde de Bebedouro.
 
A participação de Valdecir será hoje (20), na 15ª sessão ordinária do ano na Casa, já no início da sessão, às 20 horas.
 
Na ordem do dia para votação nesta segunda-feira está o projeto de lei nº 30/2019, de autoria do prefeito Fernando Galvão Moura, que autoriza o município a contratar um crédito de R$ 492,4 mil junto à Agência Desenvolve SP, do Governo do Estado. Os recursos devem ser empregados na aquisição de dois caminhões, sendo um para a coleta do lixo domiciliar, e, outro, para a compactação, além de uma ambulância básica.
 
Três requerimentos de autoria de vários vereadores fecham a pauta. No primeiro requerimento, Professor Jorge Cardoso (PSD) cobra informações sobre a sinalização de trânsito no Parque Residencial Dr. Hércules Hortal.
 
No segundo requerimento, Juliano Cesar (PSD), Artur Henrique (DEM), Professor Jorge Cardoso (PSD) e Rogério Mazzonetto (PDT) pedem esclarecimentos sobre a não emissão de atestado médico para pacientes atendidos na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Bebedouro.
 
No último requerimento, de autoria da Mesa Diretora da Câmara, é agendada uma audiência pública para 11 de junho, às 20 horas, com o objetivo de debater a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para o próximo ano.