Miguel Quessada

Write on Quarta, 17 Junho 2020

Ao usar a tribuna, o vereador Paulo Bola (MDB) cobrou do Executivo testes de COVID para todos os profissionais que atuam na Saúde. Ele lembrou que além dos funcionários que trabalham no hospital, há os que atuam nas Unidades de Saúde. São enfermeiros, agentes comunitários de saúde, de endemias e diversos outros profissionais que também atuam na linha de frente e se expõem diariamente ao vírus.

Além dos testes, o vereador cobrou bebedouro em alguns postos, já que funcionários e pacientes não têm onde tomar água. “Já não tinha álcool-gel, já não tinha máscara, agora faltar bebedouro d’água. Os líderes do prefeito poderiam abrir os olhos do prefeito para não deixar faltar isso”.

Write on Quarta, 17 Junho 2020

 

O presidente da Câmara, Tota Serotine (SD), disse que tem economizado em sua gestão. “Essa casa está economizando, economizando mesmo. Nós vamos ter um bom dinheiro para devolver, mas esse dinheiro vou devolver em dezembro e vai ser para pagar o 13º do funcionalismo porque tenho certeza que lá na frente vai faltar dinheiro”.

Em relação ao projeto que tramita na casa legislativa para reduzir o salário dos vereadores, o presidente disse que confia no jurídico da Câmara e que vai esperar a manifestação. Ele lembrou ainda que graças ao jurídico, a Câmara nunca teve uma conta reprovada. Tota citou que o prefeito encaminhou um projeto reduzindo o salário dos servidores comissionados, mas a propositura era inconstitucional.

Write on Quarta, 17 Junho 2020

Rogério Mazzonetto (DEM) – um dos autores da proposta de reduzir 30% o subsídio dos vereadores – disse que se a oposição apresentar emenda de 60%, ele assina de olhos fechados.

Ele ponderou ainda que respeita a maneira de que cada vereador trabalha, mas que ele preferiu continuar no seu trabalho ao ser eleito vereador por entender que ele está em um cargo que o eleitor confiou.

Write on Quarta, 17 Junho 2020

Juliano Cesar (SD) manifestou-se favorável à proposta do vereador Chanel (SD) que reduz os subsídios dos vereadores em 60%, caso o projeto seja constitucional. A fala do vereador veio em resposta à iniciativa da bancada do DEM em reduzir os subsídios em 30%.

 Além de redução, Juliano cobrou transparência no uso do dinheiro, seja a criação de um fundo para gerir os recursos e pediu que o Executivo também pratique o mesmo percentual.

 

O vereador falou sobre o seu trabalho em prol dos eventos sociais, que foi sua bandeira em seus dois mandados e que que muitas vezes precisou arcar do bolso, já que nem sempre havia patrocinadores dispostos a colaborarem e destacou o quanto tem sido procurado por munícipes devido à pandemia.  Ele aproveitou também para defender que vereador trabalhe em tempo integral para o município.

Write on Quarta, 17 Junho 2020

O vereador Silvinho do Pão de Queijo (PSDB) voltou a cobrar por pavimentação asfáltica. Mostrando fotos de algumas ruas em situação precária na cidade, o vereador pediu por atenção as necessidades dos munícipes. “Tem que cobrar o que é de direito, cobrar aquilo que o morador está pedindo”, definiu.

Indicações levadas à Tribuna, pedem por pavimentação no cruzamento das ruas Lamartine Godoy com Antônio Gomes, no Jardim União I, onde o mato cresce rente ao calçamento e moradores reclamam do mau cheiro devido as poças de águas.  

Serviços também foram solicitados na rua Alfredo Gomes Areias, entre a rua Jesus Vicente Conde e avenida José Augusto de Carvalho, no Jardim Centenário, e na rua Moacyr Caldeira, no trecho entre as ruas Brandão Veras e Paraná, no Jardim Júlia.

O vereador ainda reivindicou para o setor de limpeza urbana, que proceda a retirada de lixo domiciliar e entulhos na rua Geraldo Ferreira, no Jardim União I.

Write on Terça, 16 Junho 2020

Diante da discussão da abertura das igrejas, o vereador Artur Henrique (DEM) afirmou que o prefeito só não editou um decreto de flexibilização porque havia uma ação no Ministério Público, mas que se o munícipe desistir oficialmente do processo, o prefeito também se manifestará oficialmente.

Henrique explicou que o Ministério Público manifestou contrário à abertura das igrejas e por isso o prefeito não editou o decreto. Caso fizesse isso, teria que fechar as igrejas novamente. Mas com a desistência do processo, a flexibilização ocorrerá.

Write on Terça, 16 Junho 2020

O vereador Nasser (PDT) anunciou que o munícipe Euler Domingues protocolou o pedido de desistência no processo que pedia a abertura das Igrejas de Bebedouro.

Nasser disse que em reunião com o promotor e pastores foi dito que a ação do munícipe não era impeditivo para que o prefeito se manifestasse quanto abrir ou não as igrejas. “O prefeito está com a sua vaidade aflorada e não quer ceder”.

Para o vereador, a desistência do processo do senhor Euler deixa o prefeito Fernando Galvão (DEM) como o único responsável pela abertura e flexibilização das igrejas, que estão há 90 dias sem funcionarem. Nasser diz aguardar agora o novo posicionamento do chefe do Executivo.

Write on Terça, 16 Junho 2020

O vereador Jorge Cardoso (DEM) pediu ao prefeito para que prorrogue o prazo que suspende o corte na conta de água do bebedourense. O decreto que suspende o corte vence no fim de junho e a pandemia ainda não terminou no país, o que tem prejudicado a vida financeira das pessoas.

Outra solicitação apontada pelo vereador é referente ao parcelamento. Atualmente só é possível parcelar em até seis vezes sem juros. Cardoso sugere que a taxa sem juros seja válida também para parcelamento em até doze vezes. “Fica aqui a minha solicitação para as famílias que mais estão precisando”.

X

Desculpe-nos

Não é permitido download