Em segundo turno, vereadores aprovam proposta que permite sessões remotas

No telão, vereadora Eliana Merchan participa de sessão direto de sua casa após suspeita de Covid no início do ano No telão, vereadora Eliana Merchan participa de sessão direto de sua casa após suspeita de Covid no início do ano Foto: Assessoria de Imprensa/Câmara

Por 8 votos a 3, o Plenário da Câmara Municipal de Bebedouro aprovou – em sessão ordinária, nesta segunda-feira (5) – em segunda votação – a proposta de emenda à Lei Orgânica do Município (LOM) que permite a realização de sessões remotas. 

Pela proposta, a partir de agora, as sessões poderão ocorrer de forma parcial ou total no caso de impossibilidade ao acesso físico do local ou alguma emergência sanitária. Devido à pandemia ocasionada pela COVID-19, muitas casas legislativas do país se adequaram para garantir a saúde tanto dos parlamentares quanto dos servidores. 

Os vereadores Chanel e Paulo Aurélio Bianchini, do Solidariedade, e a vereadora Ivanete Xavier (PSDB) foram contrários à proposta.

X

Desculpe-nos

Não é permitido download