Tota explica que abertura de Comissão Processante contra prefeito não depende dele

O presidente da Câmara, vereador Tota Serotine (SD), explicou que o pedido dos vereadores que compuseram a CPI para que seja aberta uma comissão processante não depende dele, mas sim dos próprios interessados. Ele justificou que os vereadores já não podem mais fazer pedidos em nome da CPI, visto que ela acabou quando os trabalhos se encerraram.

Tota disse que respeita os vereadores Nasser, Paulo Bola e Silvio Delfino, mas que se quiserem que seja aberta uma comissão processante, eles devem protocolar um pedido na Câmara para seja votado. Ele garantiu que o rito processual será cumprido, mas frisou que não cabe ao presidente fazer a denúncia, mas sim à parte interessa.