Presidente do Sindicato defende servidores e expõe péssimas condições de trabalho

 presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Lourival Basílio, usou a tribuna para rebater a acusação de que os servidores municipais fazem corpo mole. Ele disse representar quase 3 mil servidores e muitos munícipes que ficaram revoltados com a fala do subdiretor Rogério Valverde.

Ele disse que servidor público é aquele que estudou, prestou um concurso e foi aprovado. Já o comissionado – em sua maioria – é aquele que balança a bandeira do candidato e muitas vezes nem sabe o que fazer no setor em que foi encostado.

Basílio trouxe fotos para mostrar as condições de trabalho do servidor público. “Eles trabalham debaixo de sol e chuva, com veículos caindo aos pedações. Alguns sem os EPIs, sem capa e sem protetor solar”. Ela ainda desafiou: “Tente colocar os comissionados para correr atrás de um caminhão de lixo ou para tender nos postinhos e falar para população que não tem médico”.

O presidente encerrou sua participação dizendo que o subdiretor foi infeliz na sua fala e o que pior de tudo foi que não teve coragem de se retratar. E que pior que ele, fez o prefeito, o qual considerou que fez corpo mole ao não fazer nada diante da injustiça praticada pelos servidores. “Nós servidores de carreira não fazemos copo mole mesmo diante das dolorosas palavras”.