A favor da restruturação de cargos, Chanel critica manipulação emocional sobre o assunto

Na sessão de 23 de outubro, Chanel abordou o projeto de lei do Poder Executivo a ser votado naquela noite, que redefiniu atribuições de cargos dos servidores municipais. 


Segundo o vereador, criou-se uma sensação de insegurança e um mal-estar muito grande por meio da propagação, dias antes, de um discurso enganoso jogando a Câmara num embate com os servidores, gerando uma turbulência desnecessária sobre um projeto que todos conhecem, sabem como funciona, que já foi debatido, alterado e votado outras vezes.


 O que eu vejo nesse “ imbróglio”, alertou Chanel é que se faz política usando a polêmica para aparecer, substituindo a eficiência do trabalho tanto do lado Executivo como do Legislativo. Os discursos, de ambos os lados, foram feitos de acordo com a conveniência de alguns e provocaram tumulto até entre os próprios servidores, profissionais que todos sabem ser competentes e que realizam projetos que dão certo e são bem aceitos pela sociedade.

 
Com relação ao Executivo, Chanel disse: “Mais uma vez, tentou questionar o Legislativo, porém em nenhum momento veio a público promover ou defender seus coordenadores, como também não vem defender diretor que está na berlinda, mostrando que confia no trabalho de quem nomeou.
Para finalizar, Chanel alertou para que a população saiba distinguir um discurso coerente e verdadeiro, que não se deixe enganar por manipuladores, com promessas de campanha que depois se revelam mentiras.