Chanel explica seu atual posicionamento na Câmara

O vereador José Baptista de Carvalho Neto, o Chanel (SD) declarou, quando assumiu a tribuna, na sessão plenária da Câmara, desta segunda-feira (10), que não está travando a pauta da Câmara diante dos projetos enviados pelo Executivo.

Ele explicou que cumpre um propósito de se abster de votar, enquanto não for resolvida a questão da abertura da estrada da fazenda Santa Irene, impasse que sempre dependeu de uma atitude de liderança do prefeito Municipal. Ocorre que Chanel participa das sessões, só se ausentando no momento das votações de projetos enviados pelo Executivo.  Ele disse ainda que essa atitude é crítica no sentido de chamar atenção para que as coisas se resolvam.

Com relação ao projeto enviado pelo Executivo para aprovação da compra de um caminhão de lixo e uma van, disse que é contra porque isso além de aumentar a dívida do município que já é enorme e situação empurra com a barriga um problema crônico.
Também rejeitou o argumento da situação que disse ter sido sempre assim, a administração anterior deixa dívidas a pagar, para a outra que assume. Disse Chanel “ Essa compra não é solução para o problema, pois certamente a vida útil e a conservação dos veículos será breve. Uma solução seria passar a gestão do lixo para o SAAEB e criar um fundo que permitiria permanentemente assumir essas despesas.

Quanto ao projeto do Executivo de doação da Casa de São Camilo, em Barretos, à AVCCB, Chanel disse que é a favor pois a função do imóvel é importantíssima, e a prefeitura não consegue administrá-la.  A estrutura da casa é precária e mesmo, tendo ele Chanel obtido verba, há anos, para uma reforma, ela não foi realizada. Portanto, nas mãos da AVCCB certamente, os objetivos de assistência aos doentes, serão atingidos, pois são pessoas responsáveis que darão dignidade a esse atendimento.

Chanel votou a favor de projeto apresentado pelo legislativo de autoria da vereadora Mariangela Mussolini.

O vereador também se manifestou com relação à concessão de bolsas de estudo no Imesb para filhos e netos de funcionários, elogiando o trabalho da diretora Damaris e de sua vice que vem realizando uma gestão firme e controlada para o crescimento da instituição de ensino.

“Não sou do quanto pior melhor”, afirmou o vereador, registrando que muitas vezes ajudou o Executivo, indo atrás de verbas, procurando melhores condições para a população, dialogando e defendendo propostas.  A minha crítica, não é pessoal, é contra a má ou a omissão de gestão, que caracteriza essa administração. A ausência de um líder, que fale a verdade, não se omita, se apresente ao legislativo e consequentemente estará se apresentando ao povo- para discutir e apresentar propostas para a cidade. Que ele tenha diálogo com a Câmara, chame para si a tarefa de colocar Bebedouro em um nível que,